sexta-feira, 9 de setembro de 2016

FERRO EM BRASA no Sarau da Ocupação

Sarau da Ocupação: Imaginário Maracangalha
Ferro em brasa - a intervenção de rua aborda o impacto da invasão das terras indígenas de 1500 a 2016. É construída a partir das cartas de Frei Bartolomé de Las Casas (1507),Pero Vaz de Caminha (1500), poemas de Oswald de Andrade e notícias de jornais.
Atuadores - Fernando Cruz, Fran Corona ,Moreno Mourão , Renderson Valentim e Ariela Barreto
Direção - Fernando Cruz

Foto: Diogo Gonçalves Ateliê Passarinho

FERRO EM BRASA no 2° Sarau Quarteirão

Sarau QUARTEIRÃO apresenta >>> Imaginário Maracangalha
Ferro em brasa - a intervenção de rua aborda o impacto da invasão das terras indígenas de 1500 a 2016. É construída a partir das cartas de Frei Bartolomé de Las Casas (1507),Pero Vaz de Caminha (1500), poemas de Oswald de Andrade e notícias de jornais.
Atuadores - Fernando Cruz, Fran Corona ,Moreno Mourão , Renderson Valentim e Ariela Barreto
Direção - Fernando Cruz

Foto: Diogo Gonçalves Ateliê Passarinho

TEKOHA no 2º Sararte


segunda-feira, 5 de setembro de 2016

TEKOHA no FESTIVALE-Festival Nacional de Teatro do Vale do Paraíba


Apresentaremos o espetáculo TEKOHA no FESTIVALE-Festival Nacional de Teatro do Vale do Paraíba em São José dos Campos/SP.

TEKOHA - RITUAL DE VIDA E MORTE DO DEUS PEQUENO
O espetáculo narra a trajetória do líder guarani Marçal de Souza e sua resistência histórica na luta pela terra e direitos dos povos indígenas. A palavra que dá nome ao espetáculo, Tekoha, tem um significado peculiar. “Teko” significa modo de estar, sistema, lei, hábito, costume. Tekoha, assim, refere-se à terra tradicional, ao espaço de pertencimento da cultura guarani. É no Tekoha que os guaranis vivem seu modo de ser. O Teatro Imaginário Maracangalha faz da rua a representação tão sagrado aos guaranis.

Ficha técnica:
Direção: Fernando Cruz
Dramaturgia: Fernando Cruz e atuadores
Atuadores: Ariela Barreto, Fran Corona, Moreno Mourão, Renderson Valentin e Fernando Cruz
Pesquisa: Patrícia Rodrigues
Alegoria: Lício Castro
Cenografia: Zéduardo Calegari Paulino
Figurino: Ramona Rodrigues
Preparação corpo em cena: Breno Moroni
Produtora e contra - regra: Ana Capilé
Vídeo e foto: Diogo Gonçalves- Ateliê Passarinho
Designe gráfico: Maira Espíndola
Assessoria de Imprensa: Carol Alencar Cozzati
Duração 50 min. /Classificação livre

terça-feira, 23 de agosto de 2016

CORTEJO DE SÃO GENÉSIO



Venha Cortejar a cidade dia 25 de agosto aniversario de dez anos do Maraca prepare seu figurino, fantasia, instrumentos, estandartes, boa disposição e venha celebrar o dia de São Genésio que acompanha os palhaços, atrizes, atores, músicos e todos nós que não vivemos sem cantar e dançar na rua... Venham, venham, venham... A festa vai começar! EVOÉ!
A concentração será a partir das 18hrs no bar da Dona Carmem [ Rua Rui Barbosa, 4488 B: São Francisco]
A saída as 20 hrs rumo a Casa Vai ou Racha

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

SEMINÁRIO ARENA ABERTA: ARTE, ÉTICA E ESTÉTICA A CÉU ABERTO


O “Seminário Arena Aberta” é um espaço de debate e construção de conhecimento sobre a relação entre arte,cultura e política em espaços abertos dentro do direito a cidade. Ao longo de dez anos foram realizados 42 seminários debatendo a arte e suas várias linguagens e desdobramentos ,criando proposições para a cidade que queremos.
Em comemoração aos 10 anos de resistência o grupo tem o orgulho e prazer em convindar a todos para darmos juntos inicio as comemorações, com o Seminário Arena Aberta com o tema Arte Ética, Éstetica a Céu aberto com o Prof. Dr. Paulo Paes - UFMS, o Cineasta Gilmar Galache - ASCURI, Atriz Roma Rosário Roman - TGR, Prof. Dr, Leandro Mendonça Barbosa.
Dia: 20 de Agosto.
Local: Joaquim Murtinho, 2204. sede do grupo teatro Imaginário Maracangalha.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

TEKOHA no Sarau da Ilha

EXCEPCIONALMENTE ÀS 17:00!!! CHEGUEM CEDO!
TEATRO IMAGINÁRIO MARACANGALHA com a peça TEKOHÁ - VIDA E MORTE DO DEUS PEQUENO confirmado no Sarau da Ilha


Dia: 19 de Agosto (Sexta)
a partir das 16h - Sem horário para acabar

Na Unidade VI - UFMS (Parte externa).

*** Em apoio aos Povos Indígenas estaremos arrecadando alimentos, roupas e mantimentos básicos para retomadas indígenas. Ajude! ***
DERRUBAR OS MUROS DA UNIVERSIDADE
SERVIR AO POVO, DO CAMPO E DA CIDADE!
ESPAÇO PÚBLICO! ESPAÇO DO POVO!

TEKOHA - RITUAL DE VIDA E MORTE DO DEUS PEQUENO
O espetáculo narra a trajetória do líder guarani Marçal de Souza e sua resistência histórica na luta pela terra e direitos dos povos indígenas. A palavra que dá nome ao espetáculo, Tekoha, tem um significado peculiar. “Teko” significa modo de estar, sistema, lei, hábito, costume. Tekoha, assim, refere-se à terra tradicional, ao espaço de pertencimento da cultura guarani. É no Tekoha que os guaranis vivem seu modo de ser. O Teatro Imaginário Maracangalha faz da rua a representação tão sagrado aos guaranis.

Ficha técnica:
Direção: Fernando Cruz
Dramaturgia: Fernando Cruz e atuadores
Atuadores: Ariela Barreto, Fran Corona, Moreno Mourão, Renderson Valentin e Fernando Cruz
Pesquisa: Patrícia Rodrigues
Alegoria: Lício Castro
Cenografia: Zéduardo Calegari Paulino
Figurino: Ramona Rodrigues
Preparação corpo em cena: Breno Moroni
Produtora e contra - regra: Ana Capilé
Vídeo e foto: Diogo Gonçalves- Ateliê Passarinho
Designe gráfico: Maira Espíndola
Assessoria de Imprensa: Carol Alencar Cozzati
Duração 50 min. /Classificação livre